26
Jun
08

É um lugar ao sul

É um lugar ao sul, um lugar onde

a cal

amotinada desafia o olhar.

 

Onde viveste. Onde às vezes no sono

vives ainda. O nome prenhe de água

escorre-te da boca.

 

Por caminhos de cabras descias

à praia, o mar batia

naquelas pedras, naquelas sílabas.

 

Os olhos perdiam-se afogados

no clarão

do último ou do primeiro dia.

 

Era a perfeição.

 

NOTÍCIAS DA FUNDAÇÃO:

No próximo sábado, 28 de Junho, a Fundação Eugénio de Andrade terá o prazer de receber António Rebordão Navarro para mais uma sessão do ciclo “Encontros com Poetas do Porto II”. Como já vem sendo habitual, haverá uma breve apresentação do Poeta, seguida de leitura de poemas e de diálogo com o público. A sessão terá início às 18h30 e a entrada é livre.

 

Anúncios


"Poupar o coração é permitir à morte coroar-se de alegria." Eugénio de Andrade
Junho 2008
S T Q Q S S D
« Maio   Jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
“Sobre Eugénio sobra-me em emoção e lágrimas o que escasseia em palavras. Não há claridade que te descreva, meu querido Eugénio. És o meu poeta de ontem e de sempre. Mantinha um desejo secreto de te conhecer um dia, passar uma tarde contigo de manta nas pernas a afagar os gatos que tanto amavas. Em silêncio, sim, pois sempre foi em silêncio que me disseste tudo ao longo destes anos todos em que devorei as tuas palavras. Tu não poupaste o coração e por isso viverás sempre. Não há morte que resista a isso.” Raquel Agra (13/06/2005)

Blog Stats

  • 163.131 hits
Anúncios

%d bloggers like this: