15
Jan
09

A música

De alma e coração ainda mareados por gentes e terras que marcaram estas últimas semanas, regresso ao sal da nossa língua para desejar a todos um 2009 cheio de motivos para sorrir e de sorrisos sem motivo!

 

 

Álamos —

música

de matutina cal.

 

Doces vogais

de sombra e água

num verão de fulvos

lentos animais.

 

Calhandra matinal

no ar

feliz de junho.

 

Acidulada

música de cardos.

 

Música do fogo

em redor dos lábios.

 

Desatada

à roda da cintura.

 

Entre as pernas,

junta.

 

Música

das primeiras chuvas

sobre o feno.

 

Só aroma.

Abelha de água.

 

Regaço

onde o lume breve

de uma romã brilha.

 

Música, levai-me:

 

Onde estão as barcas?

Onde são as ilhas?

 

Notícias da Fundação:

Na passagem do 86º aniversário do nascimento de Eugénio de Andrade, a Fundação que tem o seu nome fará na próxima segunda-feira, dia 19, pelas 18h30, o lançamento de uma nova edição de À Sombra da Memória. Na sessão de lançamento o Dr. António Oliveira fará a apresentação do livro, para o qual Gonçalo M. Tavares escreveu um texto original, que será lido, assim como outros textos de Eugénio de Andrade.

A entrada é livre.

 

 

 

 

 


1 Response to “A música”


  1. Agosto 4, 2010 às 11:46 pm

    Olá!!!! Gostaria de te convidar a entrar no meu blog, e ler minha mais nova obra literária!
    Com um titulo de she´ol( que significa inferno) meu livro conta a historia de uma garota insegura, que encontra um amor capaz de revolucinar a sua existencia sem graça.
    Luiza Otto se apaixona por um rapaz que ao mesmo tempo que é bom, tranforma a sua vida num verdadeiro inferno. Venha descobrir como essa história se desenrola e se emocione com esse casal divertido atrapalhado e mais engraçado que voce já viu!!!!
    Te espero lá!!!!
    obs: Não vá embora sem antes fazer um comentário deixar a sua opinião.
    http://www.gabpattz.worpress.com
    abraços e até mais!!!!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


"Poupar o coração é permitir à morte coroar-se de alegria." Eugénio de Andrade
Janeiro 2009
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
“Sobre Eugénio sobra-me em emoção e lágrimas o que escasseia em palavras. Não há claridade que te descreva, meu querido Eugénio. És o meu poeta de ontem e de sempre. Mantinha um desejo secreto de te conhecer um dia, passar uma tarde contigo de manta nas pernas a afagar os gatos que tanto amavas. Em silêncio, sim, pois sempre foi em silêncio que me disseste tudo ao longo destes anos todos em que devorei as tuas palavras. Tu não poupaste o coração e por isso viverás sempre. Não há morte que resista a isso.” Raquel Agra (13/06/2005)

Blog Stats

  • 172.922 hits

%d bloggers like this: