27
Jan
11

O Sal da Língua sugere…Sophia

O Sal da Língua sugere uma visita à exposição “Sophia de Mello Breyner Andresen – Uma Vida de Poeta”, inaugurada ontem na Biblioteca Nacional e que aí permanecerá até 30 de Abril. Depois da doação do espólio literário e artístico de Sophia à Biblioteca pelos seus filhos, cujo termo de doação foi ontem assinado,  ficam disponíveis fragmentos da vida e da obra: inéditos, primeiras edições, correspondência, fotografias, cartas, diários de viagens. Sophia mais perto, Sophia mais dentro, Sophia para todos.

Sophia por Fernando Lemos

Espero sempre por ti o dia inteiro,
Quando na praia sobe, de cinza e oiro,
O nevoeiro
E há em todas as coisas o agoiro
De uma fantástica vinda.

Sophia

Anúncios


"Poupar o coração é permitir à morte coroar-se de alegria." Eugénio de Andrade
Janeiro 2011
S T Q Q S S D
« Dez   Fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
“Sobre Eugénio sobra-me em emoção e lágrimas o que escasseia em palavras. Não há claridade que te descreva, meu querido Eugénio. És o meu poeta de ontem e de sempre. Mantinha um desejo secreto de te conhecer um dia, passar uma tarde contigo de manta nas pernas a afagar os gatos que tanto amavas. Em silêncio, sim, pois sempre foi em silêncio que me disseste tudo ao longo destes anos todos em que devorei as tuas palavras. Tu não poupaste o coração e por isso viverás sempre. Não há morte que resista a isso.” Raquel Agra (13/06/2005)

Blog Stats

  • 138,116 hits

%d bloggers like this: