17
Jan
14

O Sal da Língua comemora…as notícias de Eugénio

O Sal da Língua comemora a notícia do Jornal Público de hoje (Edição Norte) sobre a digitalização dos manuscritos do poeta Eugénio de Andrade.

“Numa resposta escrita à Lusa, a chefe da divisão municipal de bibliotecas, Carla Fonseca, afirmou que já se iniciou “o processo de tratamento, organização e reinventariação do espólio, com especial enfoque para manuscritos e correspondência do poeta, o que implica o trabalho especializado de um conjunto de técnicos sobre um universo de mais de 6.500 documentos”. “Está concluída a fase de catalogação dos manuscritos que serão disponibilizados no catálogo em linha das Bibliotecas do Porto. Até ao final do primeiro semestre de 2014, iniciará o processo de digitalização dos manuscritos para edição faseada na Biblioteca Digital, onde se encontram já acessíveis os espólios de escritores como Teixeira de Pascoaes e António Nobre, ou ainda o Roteiro da Primeira Viagem de Vasco da Gama à Índia, entre outros documentos que estando à guarda desta Biblioteca Municipal, há mais de 180 anos, estão ao dispor de todos os que os queiram consultar, conhecer e estudar”, realçou Carla Fonseca. (…) Carla Fonseca recorda que “desde a publicação de ‘As Mãos e os Frutos’, em 1948, até à publicação de ‘Os sulcos da Sede’, em 2001, [Eugénio de Andrade] construiu uma longa e sólida carreira literária que lhe granjeou inúmeros prémios nacionais e internacionais, entre os quais o Prémio D. Dinis da Casa de Mateus, o Prémio Nacional de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores e o Prémio Jean Malrieu, todos em 1989, o Prémio de Vida Literária da APE, em 2000, e o Prémio Camões, em 2001”. “Há ainda a assinalar a forte ligação do poeta à cidade do Porto expressa em belíssimos poemas e textos publicados ao longo da sua vida. Eugénio de Andrade fez, desta cidade, a Sua Cidade e fez da poesia a sua voz, oferecendo-nos, através dela, a sua visão da vida e do mundo. É, assim, natural o empenho de todos na preservação do legado que nos deixou e na divulgação do mesmo”, realçou a responsável da divisão de bibliotecas da autarquia.” (Fonte: http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=3638253&seccao=Livros&page=2).

Anúncios


"Poupar o coração é permitir à morte coroar-se de alegria." Eugénio de Andrade
Janeiro 2014
S T Q Q S S D
« Dez   Mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
“Sobre Eugénio sobra-me em emoção e lágrimas o que escasseia em palavras. Não há claridade que te descreva, meu querido Eugénio. És o meu poeta de ontem e de sempre. Mantinha um desejo secreto de te conhecer um dia, passar uma tarde contigo de manta nas pernas a afagar os gatos que tanto amavas. Em silêncio, sim, pois sempre foi em silêncio que me disseste tudo ao longo destes anos todos em que devorei as tuas palavras. Tu não poupaste o coração e por isso viverás sempre. Não há morte que resista a isso.” Raquel Agra (13/06/2005)

Blog Stats

  • 140,306 hits

%d bloggers like this: